Matuteros e porteadores: a prática do “contrabando” nas fronteiras reivindicadas de Gibraltar e Ceuta

José Lindomar Albuquerque (UNIFESP, SP, Brasil)

A pesquisa aborda algumas situações de “contrabando” ou “comércio atípico” nas fronteiras reivindicadas de Gibraltar (Reino Unido/Espanha) e Ceuta (Espanha/Marrocos) em uma perspectiva histórica e comparativa. O argumento principal é pensar a relação entre circulações de mercadorias e pessoas entre estes limites questionados pelo país vizinho e a maneira como discursos, práticas e controles do “contrabando” são usados como dispositivos de acusação e pressão política no campo geopolítico das reivindicações territoriais.  A pesquisa foi realizada a partir da análise de reportagens de jornais locais e observação de campo.

Deja un comentario