“Para não trocar gato por lebre”: Percepções de risco, mercados ilegais territorializados e expansão da metrópole.

Lenin Pires (UFF, Rio de Janeiro, Brasil)

A comunicação irá compartilhar as primeiras reflexões sobre  resultados de uma pesquisa sobre as percepções de riscos por parte de profissionais que atuam no ramo da distribuição de energia.

Partindo de uma etnografia produzida em companhia destes profissionais, me interessa estabelecer um diálogo com o modelo pensado pela Agência Nacional de Energia Elétrica para remuneração das empresas que distribuem energia. Meu interesse será indagar quais as possíveis associações entre as variadas representações de riscos, legalidade e ilegalidade observáveis na prestação daquele serviço, como também no cotidiano envolvendo pessoas e o manuseio da energia elétrica. Espero apresentar uma interpretação de como essas variáveis se conjugam na configuração de um mercado complexo, no qual a distribuição de energia elétrica pode ser particularizada, fazendo de seu fornecimento uma mercadoria mais a circular em contextos alternativos de ocupação do território da metrópole, contribuindo para o compartilhamento de estratégias institucionais de controle por parte de diferentes grupos criminosos profissionais em suas relações com as agências estatais.

Deja un comentario