“Vida loka até o fim”: relatos sobre comunicação nas prisões femininas no oeste do Paraná (Brasil)

Katiuska Gloria Simões (PPGCS-UNIOESTE, Brasil)

Essa apresentação tem como objetivo expor alguns resultados das pesquisas realizadas em duas instituições prisionais femininas localizadas no oeste do Paraná. A pesquisa que está em andamento surgiu com o intuito de conhecer o cotidiano das mulheres que se encontram privadas de sua liberdade e enclausuradas no sistema penitenciário. Ao longo do trabalho de campo no Centro de Reintegração Social Feminino (CRESF), localizado na cidade de Foz do Iguaçu, foram percebidas e problematizadas as formas de comunicação e a sua importância para a vida das internas. Conjuntamente serão evidenciados os resultados das pesquisas realizadas na cadeia pública de Cascavel, localizada na 15º Subdivisão Policial (SDP). Existe uma relação complexa entre as diversas formas de comunicação criadas no interior do sistema carcerário e a receptividade adquirida no interior da prisão. Será exposto a trajetória da pesquisa, as primeiras aproximações à instituição e às interações com as internas. Com isso, pretende-se demonstrar a imersão no universo prisional através da compreensão das falas e das diversas formas de comunicação.

Deja un comentario